Zuli Smartplug: Controlando a Energia que sai da Tomada

Padrão

A recém criada empresa norte americana Zuli, surgiu através do Kickstarter na tentativa de criação de mais uma bugiganga inteligente que poderia auxiliar-nos a poupar energia. Pois bem, eles conseguiram o investimento necessário para criar a empresa através do Kickstarter e já estão aceitando pedidos para o Zuli Smartplug!

Zuli Smartplug com vista para o conector de saída de energia

Zuli Smartplug com vista para o conector de saída de energia

 

O funcionamento desse dispositivo é simples: você o conecta à tomada e nele conecta algum aparelho que você tenha interesse em ligar/desligar através de seu smartphone e que deseje monitorar o consumo de energia.

Zuli Smartplug com o plug de entrada de energia ao centro

Zuli Smartplug com o plug de entrada de energia ao centro

 

Para se comunicar com seu smartphone, o Zuli Smartplug utiliza a tecnologia wireless Bluetooth Low Energy. Para tal, foi utilizado um chip da Nordic Semiconductors, o nRF51822, que conta com as seguintes características:

  • Microcontrolador ARM Cortex-M0
  • Memória RAM de 32 kBytes
  • Memória Flash de 256 kBytes
  • Tranceiver Bluetooth Low Energy
Circuito Integrado nRF51822 da Nordic Semiconductors

Circuito Integrado nRF51822 da Nordic Semiconductors

 

Até o momento o App ainda não está disponível para download, mas será apenas compatível com iOS em iphones a partir do 4S. Com o App será possível, além de ligar e desligar os aparelhos, programar uma data para ligar/desligar, controlar a intensidade de luz de uma lâmpada, detectar a presença de algum Zuli smartplug e visualizar o consumo de um determinado aparelho conectado a ele.

App para iOS da Zuli ainda a ser lançado

App para iOS da Zuli ainda a ser lançado

 

Já é possível fazer encomendas do Zuli Smartplug, mas até o momento só estão sendo aceitos endereços dos EUA e Canadá para entrega. O custo unitário do produto é de US$ 55 e a estimativa é que as encomendas comecem a ser despachadas ainda no primeiro trimestre de 2015.

Via: Zuli Inc

Processador Exynos 7 Octa: minimizando para maximizar!

Padrão

A Samsung está otimizando um pouco mais o processador Exynos 7 Octa que já contava com uma grande gama de otimizações. Isso porque ele passa a ser fabricado utilizando o novíssimo processo de produção da Samsung de 14nm FinFET ao invés do processo de 20nm.

Processador Samsung Exynos 7 Octa de 14nm

Processador Samsung Exynos 7 Octa de 14nm

Parece pouco, mas apenas com a diminuição dos transistores em sua estrutura microeletrônica, o processador ficou 20% mais rápido e economizando 35% de energia em releção ao mesmo componente fabricado em 20nm.

Esse processador conta com 4 núcleos ARM Cortex A57 e 4 núcleos ARM Cortex A53, sendo o A57 voltado a desempenho e o A53 é voltado ao baixo consumo de energia. Ou seja, apenas 4 núcleos podem estar ativos por vez, já que este é o princípio da tencologia big.LITTLE da ARM, onde utiliza-se apenas um tipo de núcleo por vez, optando por desepenho (big) ou menor consumo de energia (LITTLE).

Tecnlogia big.LITTLE da ARM

Tecnlogia big.LITTLE da ARM

O processador Samsung Exynos 7 Octa ainda conta com uma GPU ARM Mali T760 que possibilita a este processador ser empregado em inúmeros aparelhos multimídia, desde os pequenos aparelhos alimentados por bateria, como MP4 Players e Celulares, até grandes consumidores de energia que carecem de desempenho como SmartTVs.

Exynos 7 Octa e sua empregabilidade.

Exynos 7 Octa e sua empregabilidade.

Este é primeiro produto da Samsung a utilizar o processo de 14nm. Outros ainda surgirão ainda em 2015. É bem provável que SSDs da Samsung contem com essa tecnologia ainda este ano a fim de atingirem capacidades maiores, menor consumo e um preço mais atraente para o consumidor.

Via: Samsung Tomorrow