Zuli Smartplug: Controlando a Energia que sai da Tomada

Padrão

A recém criada empresa norte americana Zuli, surgiu através do Kickstarter na tentativa de criação de mais uma bugiganga inteligente que poderia auxiliar-nos a poupar energia. Pois bem, eles conseguiram o investimento necessário para criar a empresa através do Kickstarter e já estão aceitando pedidos para o Zuli Smartplug!

Zuli Smartplug com vista para o conector de saída de energia

Zuli Smartplug com vista para o conector de saída de energia

 

O funcionamento desse dispositivo é simples: você o conecta à tomada e nele conecta algum aparelho que você tenha interesse em ligar/desligar através de seu smartphone e que deseje monitorar o consumo de energia.

Zuli Smartplug com o plug de entrada de energia ao centro

Zuli Smartplug com o plug de entrada de energia ao centro

 

Para se comunicar com seu smartphone, o Zuli Smartplug utiliza a tecnologia wireless Bluetooth Low Energy. Para tal, foi utilizado um chip da Nordic Semiconductors, o nRF51822, que conta com as seguintes características:

  • Microcontrolador ARM Cortex-M0
  • Memória RAM de 32 kBytes
  • Memória Flash de 256 kBytes
  • Tranceiver Bluetooth Low Energy
Circuito Integrado nRF51822 da Nordic Semiconductors

Circuito Integrado nRF51822 da Nordic Semiconductors

 

Até o momento o App ainda não está disponível para download, mas será apenas compatível com iOS em iphones a partir do 4S. Com o App será possível, além de ligar e desligar os aparelhos, programar uma data para ligar/desligar, controlar a intensidade de luz de uma lâmpada, detectar a presença de algum Zuli smartplug e visualizar o consumo de um determinado aparelho conectado a ele.

App para iOS da Zuli ainda a ser lançado

App para iOS da Zuli ainda a ser lançado

 

Já é possível fazer encomendas do Zuli Smartplug, mas até o momento só estão sendo aceitos endereços dos EUA e Canadá para entrega. O custo unitário do produto é de US$ 55 e a estimativa é que as encomendas comecem a ser despachadas ainda no primeiro trimestre de 2015.

Via: Zuli Inc

Interface de Audio Arturia AudioFuse

Padrão

O mercado de interfaces de audio é um mercado sempre em expansão. Novos produtos de empresas consagradas e novas marcas com produtos diferentes vão surgindo a cada NAMM (National Association of Music Merchants ou Associação Nacional dos Comerciantes de Música ) Show, que acontece nos Estados Unidos duas vezes por ano, uma no verão e uma no inverno. E foi na edição de verão deste ano dessa feira, que aconteceu de 22 a 25 de Janeiro em Anaheim na Califórnia, que a empresa francesa, até então especializada em sintetizadores e controladores de audio, apresentou a AudioFuse, uma interface de audio com uma cara de “mesinha de som”.

Algumas especificações:

  • 4 entradas analógicas, sendo duas para Microfones/Instrumentos/Line e outras duas para Phono/Line
  • 4 saídas analógicas
  • 2 canais de insert
  • 1 entrada e 1 saída ADAT
  • 1 entrada e 1 saída S/PDIF
  • 1 entrada e 1 saída MIDI
  • 24-bits de resolução com amostragem de até 192 kHz para o conversor analógico-digital
  • 24-bits de resolução com amostragem de até 192 kHz para o conversor digital-analógico
  • 1 porta USB device
  • 3 portas USB comportando-se como HUB

 

Interface de Audio Arturia AudioFuse

Interface de Audio Arturia AudioFuse

O produto pode vir em três cores diferentes e conta com uma tampa protetora caso você precise transportá-la por aí ou mesmo para fechar quando não estiver usando, evitando assim o acúmulo de pó sobre os botões.

As três cores da AudioFuse

As três cores da AudioFuse

Como vivemos em tempos onde não dependemos tanto de um PC ou de um Mac a todo momento, e estamos cada vez mais conectados a nossos Smartphones, muitas empresas tem se preocupado em fazer seus produtos compatíveis com dispositivos Android e iOS, que é um grande diferencial que esta interface de audio apresenta, perante a maioria das interfaces de audio existentes no mercado.

Painel traseiro da interface AudioFuse

Painel traseiro da interface AudioFuse

Outro grande diferencial deste produto e que parece ser uma tendência no mercado atual da eletrônica voltada ao audio, é a tecnologia que eles chamam de DiscretePRO, que é a responsável por amplificar os sinais analógicos oriundos das entradas. Segundo a descrição da tecnologia, é possível amplificar com clareza sinais analógicos com até -129dB de intensidade, utilizando apenas componentes eletrônicos discretos. Tal metodologia de amplificação parece estar virando tendência atual, pois já falamos aqui do DR-680MKII da TASCAM que utiliza uma metodologia equivalente de amplificação. Isso talvez ocorra porque as fabricantes de circuitos integrados não tenham investido muito na tentativa de miniatuarizar circuitos utilizados em equipamentos de audio profissional.

Tecnologia DiscretePRO da Arturia

Tecnologia DiscretePRO da Arturia

O AudioFuse será lançado ainda neste primeiro semestre de 2015 e tem preço estimado de US$ 599 lá nos Estados Unidos.

Via: Arturia