MOTU Ultralite AVB: Mixando à distância

Padrão

A MOTU, uma das grandes empresas no setor de interfaces de audio digital, está lançando um novo modelo de interface de audio com um incremento interessante na mixagem do som: a possibilidade da comunicação via Ethernet/Rede com qualquer “Smart Dispositivo” servindo de controle.

Interface de Audio MOTU Ultralite AVB

Interface de Audio MOTU Ultralite AVB

Com essa funcionalidade de controlar a mixagem à distância, é possível, mesmo com o aparelho distante, ao gravar com um microfone conectado à interface, alterar ganho, equalizações e reverb utilizando um tablet ou um smartphone, sem precisar de uma segunda pessoa para operar o equipamento, ou ficar “indo e vindo” para chegar à configuração perfeita. Como a interface de audio está conectada na rede, basta acessar o endereço dela na rede para ter acesso aos controles.

Controles da Interface de Audio via Web Aplicativo num Tablet

Controles da Interface de Audio via Web Aplicativo num Tablet

Eis mais algumas especificações do MOTU Ultralilte AVB:

  • Taxa de amostragem de até 192kHz com 24 bits de resolução;
  • 2 Entradas de microfone com ganho de 0 a +56dB e Phantom Power de +48V;
  • 8 Entradas Analógicas com até +24 dBu (ajustável a -96 até +22);
  • 8 Saídas Analalógicas com até +20 dBu (ajustável a -4 até +20);
  • Até 8 canais ADAT pela interface ótica, compatível com TOSLink e S/PDIF;
  • Controlável por interface Ethernet ou por USB 3.0 (compatível com 2.0);
  • Alimentação externa de 12 a 18 Vdc com 1A de corrente.
Painéis Frontal e Traseiro da MOTU Ultralite AVB

Painéis Frontal e Traseiro da MOTU Ultralite AVB

A MOTU Ultralite AVB já está disponível para venda nos EUA com custo de venda sugerido em torno dos US$ 650

Via: MOTU

Microfone R0DE NTR de fita!

Padrão

Ainda falando da NAMM 2015, a australiana R0DE, uma das maiores fabricantes do mundo de microfones, mostrou na feira o microfone NTR que tem uma fita de alumínio como parte central do sensor.

Microfone de Fita R0DE NTR

Microfone de Fita R0DE NTR

 

Atualmente podemos dividir os microfones de uso profissional em três tipos:

  • Os chamados “dinâmicos”, muito utilizados em apresentações ao vivo, tendo uma mecânica interna própria para direcionar a captação;
  • Aqueles do tipo “condensadores”, que possui um elemento circular que varia a capacitância (lembrando que “condensador” é a mesma coisa que “capacitor”) conforme o som lhe atinge, é extremamente sensível e muito utilizado em estúdios de gravação;
  • E por fim, os mais difíceis de se encontrar por aí, os microfones de fita que possuem uma fita finíssima sanfonada de alumínio em seu interior como principal elemento do sensor.
Visão lateral do R0DE NTR

Visão lateral do R0DE NTR

Os Microfones de Fita surgiram por volta de 1930 e naquele momento desbancaram os microfones do tipo condensador, sendo largamente utilizados em estações de rádio. No entanto, com o tempo os microfones do tipo condensador evoluíram drasticamente e eram muito mais fáceis de se produzir que os microfones de fita. Tanto que a partir de 1960 praticamente já não se produziam mais microfones de fita. Estes só voltariam a aparecer no mercado em 2002 e desde então várias marcas começaram a apostar nesse tipo de microfone, que alegam possuir o melhor tipo de captação para vocais. O vídeo abaixo mostra um pouco do processo de produção desse produto da R0DE.

Uma característica interessante deste microfone da R0DE é que ele possui dentro dele, na base cilíndrica, uma eletrônica capaz de adicionar um pequeno ganho ao sinal captado, sendo essa alimentação fornecida pelo Phantom Power (+48Vdc) da interface de audio. Essa pequena amplificação é uma garantia que a R0DE fornece de que o microfone funcionará bem em qualquer interface de audio.

Base do Microfone R0DE NTR

Base do Microfone R0DE NTR

O R0DE NTR chega ao mercado norte-americano em fevereiro deste ano custando em torno de US$ 800.

Via: R0DE Mic

Videoconferência “Portátil”

Padrão

A Logitech Business, derivação da Logitech com foco em equipamentos voltados ao meio corporativo, está lançando no mercado um equipamento que promete facilitar as conexões de video e audio conferências.

Logitech Business

Logitech Business

É um daqueles equipamentos tudo em um, com câmera, microfone, alto-falantes…. e bateria! Nos dias atuais é muito comum nas empresas, grupos de pessoas se reunirem num determinado local para se comunicarem virtualmente através de videoconferências com outro grupo de pessoas que pode ser uma empresa cliente ou mesmo uma parte da equipe que trabalha fisicamente em outro lugar.

 Logitech ConferenceCam Connect

O Logitech ConferenceCam Connect nas cores vermalha e prata

Para tal, existem algumas possibilidades:

  • Equipamentos sofisticados (leia-se de custo bastante elevado) de empresas especializadas, os quais já não são tão comuns nos ambientes corporativos porque precisam ser instalados em local apropriado e não oferecem mobilidade alguma;
  • O próprio notebook de alguém, utilizando câmera e microfone do próprio computador ou mesmo conectando-os externamente para ter algum ganho de performance em video ou em audio;
  • Ou mesmo ainda um dispositívo móvel como um tablet ou um smartphone.

Com exceção da primeira alternativa que possui um hardware e um software dedicados a essa função, notebooks, tablets e smartphones são levados ao extremo de seus processamentos para conseguirem realizar essa suposta “simples” tarefa de videoconferência.

Topo do Logitech ConferenceCam Connect

Topo do Logitech ConferenceCam Connect

O Logitech ConferenceCam Connect entra para ajudar esses dispositivos, que neste caso são computadores com Windows 7 ou 8.1, Mac com MacOSX 10.7 (ou superior) e Chromebooks (não qualquer um, apenas com processador Intel Core2Duo ou melhores). Você pode fazer espelhamento de imagens com seu celular (Android ou Windows Phone) através de bluetooth, pareando via NFC.

Câmera do Logitech ConferenceCam Connect

Câmera do Logitech ConferenceCam Connect

A “ajuda” que este dispositivo fornece aos computadores que estarão conectados a algum software de video conferência (Skype, Hangout, etc), é no quesito processamento de som e imagem, já que será este dispositivo quem captará a imagem e o som ambiente, aplicará todos os filtros necessários e fará a compactação. Cabendo ao computador apenas re-transmitir as informações captadas pela porta USB para a internet.

Controle Remoto

Controle Remoto

Obviamente, o som e a imagem que este dispositivo consegue captar são superiores até mesmo aos  que notebooks topo de linha (que podem chegar a custar dezenas de milhares de reais) conseguem, porque é com essas características de “melhor som e imagem” que a Logitech pretende ganhar mercado com este produto.

Especificações de câmera:

  • Capta resolução até 1920×1080;
  • Codifica video no formato H.264;
  • Abertura focal de 90º com autofoco;
  • Zoom digital de 4x;
  • Tecnologia de melhoria de contrastes mesmo em ambientes escuros;
  • Tilt e pan controlados por controle remoto ou por aplicativo;
  • LED indicador de transmissão de vídeo.
  • Especificações dos microfones:
  • Capta em 360º em até 3,65 metros de distância;
  • Filtros de eco e cancelamento de ruídos;
  • LED indicador de audio transmitido ou mudo;
  • Frequências captadas entre 100 Hz a 16kHz;
  • Sensibilidade de -34dB.

Especificações das caixas de som:

  • Resposta em frequencia de 140 hz a 16 kHz;
  • Máximo volume de 91 dBSPL em 0,5 m;
  • Distorção menor que 5% em 200Hz.
USB e HDMI no Logitech ConferenceCam Connect

Portas HDMI e USB do Logitech ConferenceCam Connect

Além disso tudo o equipamento ainda possui uma saída HDMI para ser ligada a um televisor, por exemplo. Conta com bateria interna com duração de até 3h para vídeo e até 15h para áudio, senso essas totalmente recarregadas em até 3h. O preço do produto nos EUA gira em torno dos 500 dólares.

Via: Logitech Business

Amplificador-Gravador-Interface de Áudio DR-680MKII

Padrão

Para quem grava podcasts, música ou mesmo vídeos, sabe que o grande problema (ou a grande solução) de registrar em áudio suas gravações é quando queremos transformar o nosso som analógico (que sai de nossa boca ou instrumento) em um arquivo digital. Pois bem, para que isso ocorra da melhor maneira seria ideal que você estivesse num lugar com uma acústica adequada e que tivesse o melhor microfone, o melhor amplificador, o melhor conversor analógico-digital e uma mídia segura e rápida o suficiente para reter essa conversão.

TASCAM DR-680MKII

Gravador TASCAM DR-680MKII

Na maior parte do tempo, você não vai ter tudo isso. Ou talvez nunca tenha. Mas, se você tiver em mãos essa belezinha que a empresa japonesa Tascam acaba de lançar, já resolve metade dos problemas.

Isso porquê:

Amplifica o sinal de seu microfone com o que ela chama de “High Definition Discrete Architecture” (Arquitetura Discreta de Alta Definição) amplificando em até 63 dB o sinal que sai de seu microfone (para se ter uma ideia, a maioria dos amplificadores e interfaces de audio no mercado possuem ganhos na ordem de 50 dB). O circuito utilizado para tal nada mais é do que um conjunto de resistores e capacitores aliados a dois amplificadores operacionas apenas. O trunfo da Tascam talvez esteja na forma que são roteados os sinais na placa de circuito impresso e na qualidade dos componentes utilizados, já que outros equipamentos da marca com essa mesma característica HDDA tem sido muito bem avaliados em reviews pela internet.

Amplificador PCB DR-680MKII

Placa eletrônica do DR-680MKII destacando a parte do amplificador

São 6 entrada amplificadas e 2 sem amplificação e grava até 8 canais simultâneos na qualidade de 24-bits e amostragem de 96 kHz, no formato BWF ou WAV, num cartão SD/SDHC/SDXC que pode ter até 128GB de memória.

Entradas de microfone do DR-680MKII

Entradas de microfone do DR-680MKII

Funciona com 8 pilhas AA caso você necessite gravar áudio com qualidade em lugares onde não é possível encontrar uma tomada. Mas ele também possui um adaptador AC para 12V DC, que é a tensão de entrada para o circuito todo. E deve estar alimentado por uma dessas duas fontes de alimentação para se comunicar via USB com seu computador caso necessite disso. Com um equipamento desses, raros serão os momentos que você vai precisar plugá-lo no computador.

Via: TASCAM