USB: Novo Conector e Atualização no Protocolo

Padrão

A porta USB é provavelmente a interface que mais impactou a computação nos últimos 20 anos. Antes de sua existência, qualquer dispositivo acoplado externamente ao computador carecia de alguém com um certo nível de conhecimento na área da computação para fazê-los funcionar perfeitamente. Ela trouxe a simplicidade nas interconexões dos dispositivos. E agora ela promete mais uma revolução (talvez a última, antes que as tecnologias de aimentação sem fio comecem a se popularizar).

bitamp_USB3_logo

Logotipo da USB 3.0 conhecido como USB SuperSpeed

Um novo conector vem para suprir as deficiências encontradas em suas gerações passadas:
  • Pequeno no tamanho, mas com grande robustez: Inicialmente em duas versões, uma delas se destaca no quesito “ajudando a diminuir as coisas”, já que é feito para se encaixar “cravado” na placa de circuito impresso, logo, ganha-se com uma altura menor e com uma mecânica de fixação mais robusta.
Conector USB Tipo C

Conector USB tipo C reversível “cravado” na Placa de Circuito Impresso

  • Reversível, “tanto faz” na hora de conectar o cabo: Não precisa mais temer ao conectar o cabo sem estar olhando para o conector, agora tanto faz a orientação do conector do cabo, ao conectar. Isso porque todos os sinais estão duplicados no receptáculo (parte que geralmente está no computador)
Pinagem Conector USB tipo C

Pinagem Superior (esquerda) e Inferior (direita) do Conector USB tipo C

  • Maior capacidade de corrente elétrica: Além de suportar uma corrente de 3A em 5V, o conector pode chegar até 5A em 20V! Ou seja, uma potência de até 100W!!
Tabela comparativa USB

Tabela comparativa de alimentação para os padrões USB

E essa atualização de protocolo passando de 3.0 para 3.1?
Duas coisas chamam bastante a atenção:
– Maior velocidade. O dobro. A USB passa dos 5 Gbps máximos para 10 Gbps! transformando em bytes, temos algo em torno de 1.25 GB/s! E passa a se chamar USB SuperSpeedPlus (ao invés de apenas USB SuperSpeed, no caso da versão 3.0).
– Mas talvez o grande trunfo da versão 3.1 seja possuir um controle quase que total na tensão de alimentação do barramento. Isso, por exemplo, permitirá que você carregue seu notebook pelo próprio conector USB!
Ainda em 2015 veremos computadores e dispositivos usufruindo dessa nova USB. Prova disso é que a Tektronix, uma das maiores fabricantes do mundo em equipamentos de teste e medição, acaba de lançar seu software de automação para ser utilizado em seus equipamentos com a finalidade de realizar testes totalmente automatizados em dispositivos que queiram estar de acordo com todas normas da especificação 3.1 da USB.
Tela software Tektronix

Tela do software de testes da Tektronix para validar dispositivos USB 3.1

Talvez você esteja se perguntando: como ficará a comunicação de um dispositivo USB 3.0 com um dispositivo USB 3.1? Bom, se o seu computador possuir uma porta USB 3.0 (essa porta continuará sendo USB 3.0. Se o seu computador permitir, você provavelmente poderá instalar placas PCI express que lhe concedam portas USB 3.1) a um dispositivo externo USB 3.1, ambos irão conversar utilizando o protocolo USB 3.0. Da mesma forma que se você comprar um computador com portas USB 3.1 e quiser conectar o seu dispositivo externo USB 3.0, a comunicação também será no padrões USB 3.0. Dispositivos USB 2.0 continuarão a se comunicar com dispositivos USB 3.1. Existe apenas uma pequena ressalva que alguns dispositivos USB 1.1 poderão não funcionar conectados a dispositivos USB 3.1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>